fbpx

O que é nefropatia diabética?

A nefropatia diabética é uma das complicações crônicas do diabetes marcada pela deterioração da função renal devido à evolução da doença.

Diabetes e hipertensão são as principais causas da doença renal crônica. Estima-se que 1 em cada 3 pacientes adultos com diabetes tenha insuficiência renal em diferentes níveis.

Pacientes com diabetes devem saber mais sobre a nefropatia diabética

Por que a diabetes leva à insuficiência renal?

Nos rins existem pequenos vasos sanguíneos que transportam resíduos para filtrá-los e eliminá-los do corpo.

Esses vasos sanguíneos são mais vulneráveis nas pessoas com diabetes, piorando a capacidade de filtrar e excretar resíduos. Isso é insuficiência renal.

Os nervos danificados pelo diabetes dificultam a micção e o esvaziamento da bexiga, causando retenção urinária na bexiga, por isso a pressão sobre os rins aumenta e enfraquece-os.

Quais são os sintomas da nefropatia diabética?

A nefropatia diabética geralmente não manifesta sintomas até os últimos estágios da doença. No primeiro estágio, apenas um exame de urina pode revelá-lo, graças à presença ou ausência de albumina (uma proteína que é perdida na urina devido a danos nos rins).

Numa fase posterior, os pacientes geralmente sofrem os seguintes sintomas:

  • Edema de pés, pernas e face
  • Frequente micção noturna
  • Pressão arterial alta
  • Fadiga, cansaço
  • Náuseas, perda de apetite
  • Coceira
  • Palidez, anemia
  • Hipoglicemia frequente

No entanto, nem todas as pessoas com diabetes que apresentam alguns desses sintomas têm doença renal crônica.

É necessário realizar exames detalhados, testes clínicos e, possivelmente, manter um acompanhamento por um tempo para concluir se o paciente tem nefropatia diabética.

Quais testes os pacientes precisam fazer para detectar a doença?

Pacientes com diabetes devem saber mais sobre a nefropatia diabética

Normalmente, os testes serão determinados por um médico, dependendo do estágio da doença. Você pode fazer testes básicos que incluem: urinálise, proteína urinária (microalbuminúria), hemograma, ureia no sangue, creatinina no sangue, ultrassonografia abdominal.

Como a nefropatia diabética é curada?

Assim como o diabetes, ela não tem cura. A base do tratamento da nefropatia diabética é a estabilidade da pressão arterial e da glicemia. Também deve ser avaliado seriamente o uso de medicamentos, pois podem danificar os rins.

Verificou-se que alguns medicamentos atrasam a progressão da doença renal crônica, mas seu uso depende das circunstâncias e considerações do médico.

Como prevenir a nefropatia diabética?

A manutenção da glicemia e da pressão arterial em níveis estáveis e adequados é o fator mais importante na prevenção dessa complicação do diabetes. Além disso, os pacientes devem beber bastante água. Check-ups regulares para verificar a função renal e urinária contribuirão para a detecção precoce e tratamento oportuno da doença.

2019-10-10T10:39:03+00:00outubro 11th, 2019|Complicações, Conhecimento Geral|

Deixe um comentário